segunda-feira, 4 de agosto de 2014

ALDEIA DO MATO ABRANTES - REGISTOS PAROQUIAIS 1860-1911 - 11


(Continuação)
11

SACERDOTES NA PARÓQUIA DE ALDEIA DO MATO
 
Chegou o momento de recordarmos os sacerdotes que ao longo daqueles distantes 52 anos foram párocos da Igreja de Santa Maria da Magdalena, na Aldeia do Mato, com a responsabilidade do apoio espiritual à comunidade católica de toda a freguesia, a par de todo um trabalho administrativo que lhes estava acometido, e de outros tipos de apoio a que seriam chamados e a que não poderiam eximir-se. Em regra teriam, cumulativamente, a responsabilidade da paróquia de Martinchel.

Os registos existentes foram compilados pela mão (e na bonita caligrafia) do Padre Manuel Lopes Alpalhão, a partir dos elementos deixados escritos por aqueles que o antecederam, a que juntou os do exercício do seu próprio ministério. O mínimo que aqui é devido a esses homens é lembrar os seus nomes, e o pouco mais que nos foi possível encontrar.
Teremos, então:

1. Joaquim Lopes Várzea
Sabemos que em 1860 já estava na Paróquia. O primeiro registo em que aparece é um batizado, ocorrido em 9 de Janeiro de 1860.
Faleceu em 20 de Novembro 1871, exatamente na Aldeia do Mato

2. António Maria Gusmão de Almeida
Damo-nos conta da sua responsabilidade pela Paróquia entre 1872 e 1881.
 
3. Manuel Pereira Martins
O seu nome começa a aparecer em 1882 e vai até 29 de Março de 1888.

4. Henrique de Oliveira Neves
É Pároco desde 1888 até 18 de Agosto de 1897. Foi padrinho de batizado de muitas crianças, mesmo em data posterior, quando já estaria nas Mouriscas. Os seus afilhados do sexo masculino receberam o nome de Henrique.
 
5. António Joaquim da Silva Martins
No site sardoalmemoria.net consta ter paroquiado a Aldeia do Mato desde 22 de Setembro até 22 de Dezembro de 1897. Não é referido nos registos em apreço, mas assim se preenche um espaço temporal que estaria vazio.
 
6. António Alves Barradas
Damo-nos conta deste sacerdote entre 1898 e 25 de Março de 1900.

6. João Pires Eduardo
Este sacerdote terá sucedido ao anterior, de Março de 1900 até ao início de 1901.

7. Padre Manuel Lopes Alpalhão
A sua responsabilidade pela Paróquia vai de 2 de Janeiro de 1901 até 10 de Julho de 1923.
Registamos o seu nome como padrinho de batizado em 27.05.1907 e 21.02.1908.
Será referido com mais pormenor em próximo capítulo, até porque há a particularidade de se tratar do sacerdote que paroquiava aquando da implantação da República.
 
(continua)
Manuel Paula Maça


Etiquetas:

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial